sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

O Princípio

Era uma vez um homem que queria exprimir-se. Já há algum tempo, que essa vontade vinha fazendo parte dos seus pensamentos diários. Contudo, por circunstâncias acadêmicas e também por pura preguiça, esse objectivo foi várias vezes adiado. Havia dias que, nas viajens pelo mundo virtual da Internet, na consulta a outros autores que exprimem livremente as suas ideias, a vontade se notava mas na prática não havia concretização. Até que chegou ao dia 30 de Janeiro de 2009 e a ideia finalmente foi posta em prática.
Inicialmente, a dificuldade foi escolher o melhor meio para poder expressar algo tão simples e complexo como são as opiniões. Com as novas tecnologias, a decisão mostra-se fácil, porque temos acessibilidade a uma variedade enorme de ferramentas que podem auxiliar: o blogue. Nos seus contactos diários com pessoas e com as ferramentas de coesão social que criam correntes de pensamento como o "Determinismo Tecnológico", sempre ouviu e viu o blogue. Mas nunca soube guardar na sua memória uma definição que fosse clara e objectiva desse significado. Então, decidiu fazer uma pesquisa...
Não foi difícil encontrar um documento que falasse sobre este tema, o que por um lado só demonstra a velocidade com que a informação circula na actualidade (no motor de busca Google demorou 0,07 segundos). Nesse artigo intitulado "A Blogosfera - perspectivas e desafios no Campo da Ciência da Informação" (http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/7797) do ano de 2007 depressa percebeu o que é um blogue: "Um Blogue é acima de tudo um sítio web onde são colocadas mensagens (habitualmente designadas por posts), por ordem cronológica invertida, sobre um ou vários temas. O conceito já existe desde 1997, sendo que foi muito utilizado pelos jovens como uma espécie de diário virtual. Ao longo da sua evolução foi-se formando dois tipos de blogues: o blogue-agenda e o blogue mural. O primeiro serve para registar pensamentos, ideias, actividades, apontamentos de livros lidos, etc, o segundo funciona como um jornal de parede onde se expõem artigos de opinião, notícias e até imagens de guerra ou outro acontecimento importante, em primeira mão, sem compromissos nem censuras. Posteriormente veio a abranger outros temas como música, a literatura, a pornografia, entre outros. Actualmente, para além dos géneros citados, é um jornal, uma tribuna, ou uma ferramenta de trabalho para jornalistas, professores, famílias, etc. Nele se colocam textos (notas-posts), diariamente ou quase, e são objecto de leitura para muita gente que gosta de os ler e comentar" (BENEDITO, 2003). Através da pesquisa também percebeu que a invenção ou descoberta tem uma função multimodal para diferentes indivíduos ou grupos sociais na concretização de objectivos e interesses pessoais ou colectivos. Consequentemente, o que começou por ser uma busca de esclarecimento, tornou-se mais complexo, pois muitas perguntas necssitavam de respostas e essas só iam aparecer depois de uma procura mais profunda. Decidido, optou por relaxar e ouvir uma música que lhe abstraisse o pensamento e o preparasse mentalmente por esta demanda do conhecimento. Porque afinal trata-se da arte de se exprimir...
(Continua)

Dark