sábado, 10 de novembro de 2012

Sspeitos

Suspeitos do costume que entram sem bater.
São seres estranhos que penetram bem fundo.

Oscilam entre o prazer e o sofrimento.
Causando ilusão de beldade e grotesco.

Suspeitos de normalidade que humilham a nossa essência.
Merecem ser corridos à paulada, num momento único de certeza.

Suspeitos, quem são?

Quem foram?

Quem serão?

Suspeitos de merda, pensai em vós e deixai os outros em paz.


Memorials Notre Dame

Sinto que estou carregado de uma pena. As pessoas olham para mim como se eu fosse um estranho. Na verdade eu olho para eles e penso que e...