quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Abismo.

As regras do abismo são escassas na sua forma
Regem-se por actos e opções que na sua imaterialidade, nos aproximam do precipício.

É composto por tudo que fazemos, como se nada fosse feito.
A sua escuridão é o desenlace da queda,

Essa é escolhida muitas vezes sem consciência.
Por vezes no momento que parece ser a felicidade do futuro.

No presente a queda da decisão do passado é o abismo de todos os dias e a queda não para.

No fundo dele podemos encontrar muito daquilo que não procuramos.
Mas do chão não passamos....

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Amanhã

Esperança no dia que passa, não no dia que acabou.
Esse já passou e muitos fazem anos.
Estes fazem experiência e idade.

Hoje aconteceu, ontem passou.
Amanhã não sei, mas quando o amanhã passar saberei.

Coisas boas, coisas más.
Um dia de cada vez e esperando sempre por aquele dia.

O dia em que quero que tudo aconteça, mas depois de acontecer.
Quererei mais e mais...

Até ao dia em que tudo acaba ou apenas começa. 

domingo, 16 de dezembro de 2012

Amor

Sinto-me apaixonado por nada e por tudo.

É um sentimento de vida que transborda o leito do meu ser.
É um sentimento que me agarra bem lá nos recantos mais escuros do meu coração.
É um sentimento que dificilmente desaparecerá.

O que deu errado é um pensamento constante.
Perdurado em memórias passadas dos erros que foram cometidos mais que uma vez.

Isolado penso mais, socialmente esqueço.
Sozinho sou eu, acompanhado sou hipócrita.

Acredito no amanhã, porque o ontem foi como foi  e o hoje é mais uma vez razão para respirar.
Só sei que nada sei acerca do futuro.
Sei que quero ser, mas ainda não como.

O amor é algo que arde sem ser ver, mas quando arde queima mesmo.

Dark