quinta-feira, 29 de outubro de 2009

BBQ commercial for Lexus Hybrid Drive

Este anúncio não é belo pela marca que está a publicitar. É sim um fragmento audiovisual com uma estrutura narrativa que me fascinou. As cores, a música, os efeitos, a mensagem, a divagação que cria na interpretação de um momento que nos leva a compreender a importância de preservar a natureza (que tem a aura da beleza natural), e conciliar a nossas necessidades humanas.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Vê a Realidade

Vê a realidade...

Ela parte de dentro e nasce por fora do teu corpo.

És algo que numa parte não é mais que aquilo que pertence.

Queres fazer o quê?

Viver segundo normas?

 Segundo um ideal que nunca existiu, ou talvez exista na realidade alternativa.

 

Aquele mndo que não vês mas os outros veêm.

Aquele mundo que não te pertence mas tu dependes dele.

É a natureza..

Algo determinado, natural que a inteligência não aceita..

 

Mas o que é inteligência?

Viver segundo a sociedade, ou viver fora dela?.

Foda-se...

Quem manda afinal é o teu pensamento ou o pensamento do outro?

 

Qual é a realidade?

A tua ou dos outros?

 

Como vives?

 

Segundo os teus pensamentos ou dos outros?

Sei que já deste por ela, mas revoltas-te?

Fazes algo para mudar?

Simplesmente acomodas-te?

Vês o edificio crescer mas tu descreces...

 

Tornas-te infantil..

 

Vais sofrer...A realidade é algo real, o problema és tu saber se isso realmente existe....

Crês na força da tua inteligência, mas ela pode tornar-se algo macabro... que te faça sofrer a ti e aos outros.

Vivemos tempos de mudança...

 O clima muda...

 

Na escola isto vai ser ensinado...

Mas como vai ser ensinado...

As crianças vão aprender o mundo que existe ou o mundo que existiu?

Vão ver apenas em imagens o que outrora foi um mundo ideal, que de perfeito não tinha nada?

Vão tornar-se anjos. Que segundo a igreja salvam algo, menos eles próprios?

 

 

Vive a realidade, o amor não faz parte dela...

 

A realidade é tudo menos tu...


sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Perco Tempo Neste Mundo

Perco tempo neste mundo, onde as palavras apenas transparecem

Olho-te nos olhos e vejo a tua alma.

Ela mente nas palavras, mas elas apenas são palavras.

O seu conteúdo é algo mais inalcançável.

Vivo todos os dias, na esperança que que esse seja o dia.

Que a batalha termine, e a minha vitória seja alcançada.

 

Mas os dias passam, e longe vejo o destino.

Ele manisfesta-se sempre nas palavras que explicam o que os olhos veêm.

Simplesmente as pessoas explicam, por palavras.

Mas quem explica os pensamentos. As Palavras?

 

Raio de pensamento, onde apenas palavras são tuas.

Falas mais, tens que tapar os ouvidos.

Olhas para cima e vês apenas as estrelas.

São palavras...

 

Dor de corpo, onde tudo tem um significado.

Mas dias não são dias.

Entendes tudo à primeira, falhas na segunda, e talvez na terceira.

Mas pelas palavras tens entendimento, onde apenas a racionalidade não mente.

Quando queres mandar, eles mandam por ti.

Os sentimentos também são palavras.

São uma forma de exprimir os pensamentos, mas não deixam de ser palavras

Palavras para quê?

 

 


My Facebook.