domingo, 14 de outubro de 2012

Equilíbrio.

Quando temos o que queremos,
Não damos valor.
Quando não temos o queremos,
Perdemos o equilíbrio e estamos desamparados.

Somos como o artista de circo que com um vara se equilibra uma corda.
Por vezes temos a rede que nos protege se cairmos,
Mas tudo depende do equilíbrio que a vara tenha.

A vara pode inclinar mais para a esquerda e é preciso, equilibrá-la mais para a direita.
No sentido inverso mantemos o equilíbrio.batem-n

Se chegarmos ao fim da corda sem cair  batem palmas.
Pior é se cairmos...

3 comentários:

Unknown disse...

É preciso que o homem descubra o seu verdadeiro rosto…

Não adianta honrar, sem honrar o cosmos que existe em nós…

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

É mesmo isso. Em cada dia descobrimos isso, por isso apenas podemos viver um di a de casa vez. Até encontrarmos o cosmos em nós mesmos.

A Mancha Humana

Philip Roth assume-se neste momento como o escritor que mais gosto de ler . Este é o meu segundo livro dele. E com o mesmo quero começar a ...