quarta-feira, 19 de setembro de 2012

A alma

Toda a alma tem um terço de frieza e o resto de bondade.
Procura constantemente aquilo que a transforma e a molda.

Seja o acontecimento do passado ou o feito do futuro.
No presente a alma não tem tempo para pensar.

Ela age por razão e emoção,
Por distracção e preocupação.

Ela é algo invisível, mas algo que comanda a pessoa.

Para ter fé.
Para acreditar.
Para qualquer coisa.

Todos temos uma, mas nunca ninguém a viu.
A ela apenas quero dizer olá e obrigado por estar do meu lado.

No final da caminhada, que seja preenchida apenas por bondade.

Sem comentários:

A Mancha Humana

Philip Roth assume-se neste momento como o escritor que mais gosto de ler . Este é o meu segundo livro dele. E com o mesmo quero começar a ...