quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Holstee Manifesto em vídeo inspirador

Para quem não conhece, The Holstee Manifesto é um projecto começado por dois irmãos Mike e David e um parceiro em Maio de 2009.  Mais que uma empresa ou roupa o trio quis criar um estilo de vida. Por isso numa apresentação gráfica visual compuseram tudo o que a ideia defende. 


A ideia foi avançando e o trio no verão de 2009, sentados nas escadas da Union Square, chegou à seguinte conclusão: It wasn't about shirts and it wasn't about their old jobs. It was about what they wanted from life and how to create a company that breathes that passion into the world everyday. It was a reminder of what we live for.
É aqui que está a importância deste projecto e a filosofia que defende. Quantos de nós está preso às regras do sistema e, por medo ou até outras razões, não é capaz de tomar uma decisão de mudar de vida. Algo como desistir do emprego que não gosta, deixar de ver televisão e, assim, ter mais tempo para fazer o que gosta. No fundo viver a sua vida da forma que gosta. 
Pode parecer um sonho muito difícil de alcançar para muitos, mas para outros é uma vontade que se torna realidade e por tal cria mais felicidade. Lembro-me por exemplo do meu amigo Luís António Garcia que é um adepto do CouchSurfing e o modo dele viver desde que o conheci faz já uns anos. Ele já viajou por todo mundo e, por essa razão, dedica-se a uma outra paixão que é a fotografia. 

Podem ver mais trabalhos fotográficos do Luís Garcia no 500px
Chegou-me hoje, via email que, The Holstee Manifesto iniciou um novo projecto inspirado pelo manifesto: The Artist Series. O mesmo vai consistir em trabalhos de arte, inspirados pelo projecto e interpretados pelos artistas preferidos da família Holstee. Fica então o primeiro vídeo da série:


O que é mesmo inspirador, além da qualidade do vídeo, que mostra letterpressed no melhor papel de algodão, é como parece simples fazer tudo aquilo quando aquilo que nos comanda é apenas que:"This is your life. Do what you love and do it often." Talvez seja uma menagem mais direccionada para artistas, mas considero que cada pessoa, quando quer e pode, poderá concretizar e alcançar aquilo que a faz realmente feliz. 

Sem comentários:

A Mancha Humana

Philip Roth assume-se neste momento como o escritor que mais gosto de ler . Este é o meu segundo livro dele. E com o mesmo quero começar a ...