quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Filho de quem

Não sou filho de um só Deus.
Sou filho de um sistema instaurado há milhares de anos.

Capitalista, comunista, anarquista, american dream

Um sistema, globalizado, glocalizado, corrompido.

Vivo segundo a educação que me deram e os grupos que inseri.
Sou um ser formado por esses dois factores, mas tenho uma cabeça que pensa.

Um coração que sente.

Sou um ser com personalidade e gosto. Não sou o que os outros queiram o que eles querem que eu seja.
Sou assim agora e no futuro serei diferente.

Todos os dias aprendo, todos os dias desaprendo.

A única certeza que tenho é que sou filho dos meus pais, patriota e agiota.

Não sou filho de Deus, mas deus quer que eu seja seu filho. 

Sem comentários:

A Mancha Humana

Philip Roth assume-se neste momento como o escritor que mais gosto de ler . Este é o meu segundo livro dele. E com o mesmo quero começar a ...