segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Felicidade

Talvez a felicidade não esteja apenas nas coisas materiais.
Embora elas façam parte integrante de uma vida feliz.

Para se ter coisas materiais é preciso ter o material mais valioso de todo, o dinheiro.
Mas ele também o principal causador da infelicidade que se abate sobre a pessoa e se torna incompreendido.

As pessoas à sua volta o olham quase como se fosse um outsider, alguém que não pertence a nenhum grupo.

Mas essa pessoa pode pensar: Porque é que tem que ser assim?

Ouve conselhos?
Palavras de esperança?
Amigos que o acolhem e o abstraem?

Mas continua sem felicidade...

Vai a consultas de psicologia, psiquiatria, reiki, videntes, bruxas, ao sobrenatural procurar respostas.

Mas de repente chega aquele dia que percebe, que tem um deus interior em si mesmo.
E são os seus actos que o fazem feliz.

Não é apenas as coisas materiais que o vão fazer integrar-se, é antes a procura e o feito de actos que o tornem feliz.

Felicidade, no fundo é viver.


Sem comentários:

A Mancha Humana

Philip Roth assume-se neste momento como o escritor que mais gosto de ler . Este é o meu segundo livro dele. E com o mesmo quero começar a ...